23 Dicas de Como Navegar com mais Segurança na Internet

A internet veio para facilitar nossas vidas e aproximar as pessoas, mas é preciso navegar com segurança para que as facilidades propiciadas não se tornem um pesadelo. Por isso é importante realizar algumas ações eficazes para reduzir os riscos e melhorar sua experiência online.

Alguns procedimentos simples podem impedir a invasão da sua conta de e-mail, a instalação de um vírus no seu computador ou smartphone ou, mesmo, o roubo de seus dados bancários. Você poderá, então, ver mais abaixo nossa lista com 23 dicas de como navegar com mais segurança na internet para se proteger contra pessoas mal-intencionadas.

O que é Segurança na Internet?

o que é seguranca na internet

Segurança na internet é o nome dado ao conjunto de regras e medidas que visam combater ataques e fraudes online. Essas ações têm o intuito de melhorar a integridade do navegador, da rede e, também, do computador ou smartphone utilizado para a navegação.

Você deve ter em mente que a internet é um ambiente inseguro de maneira geral e que o risco de sofrer com problemas relacionados à segurança da informação é muito grande. Analisando desta forma, a segurança na internet visa tornar o ambiente de navegação mais seguro para todos os usuários através de métodos de prevenção e de proteção em tempo real.

Principais Riscos de se Navegar na Internet

riscos de se navegar na internet

Os principais riscos de se navegar na internet envolvem questões relacionadas à segurança da informação e às fraudes financeiras. Esses riscos podem comprometer a experiência do usuário e causar danos reais a quem for acometido por eles, por isso é importante ter cuidado ao usar a rede mundial de computadores. Vaja a seguir uma lista com alguns dos principais risco de navegar na internet:

  • Roubo de informações pessoais: as informações pessoais são importantes por muitos motivos e esses dados podem ser roubados e usados em fraudes.
  • Roubo de informações bancárias: nesse caso a intenção é, claramente, obter vantagens financeiras sem o consentimento do usuário.
  • Furto de identidade: o fraudador tenta se passar por outra pessoa para tentar conseguir uma vantagem indevida.
  • Fraude de antecipação de recursos: pede-se um pagamento antecipado para receber uma informação ou algo no futuro.
  • Phishing: técnica pela qual o golpista tenta obter dados financeiros ou informações do usuário por meio da engenharia social ou através de meios técnicos.
  • Pharming: redirecionamento do navegador para sites falsos ou fraudulentos.
  • Golpes de comércio eletrônico: há a simulação de venda de produtos em um site que parece confiável para que se consiga capturar informações ou obter vantagens finiaceiras.
  • Fake news: trata-se de uma modalidade onde o usuário acredita em um boato que não é confirmado e isso o influencia negativamente de alguma forma.
  • Falsificação de e-mail: modificação que induz o usuário a acreditar que a fonte do mesmo é confiável, mas que vem a ser fraudulento.
  • Códigos maliciosos: vírus, worm, spyware e cavalo de troia(trojan) são algumas das mais difundidas ameaças online e eles visam roubar informações ou causar danos no computador infectado.
  • Invasão de privacidade: o que você compartilha na internet poderá comprometer sua privacidade de várias formas.

Além disso, existem problemas relacionados com o uso excessivo da internet, com os conteúdos utilizados e problemas com plágio e direito autoral. Por isso, é preciso estar sempre atento a várias questões e aprender a utilizar a ferramenta de forma correta para que a experiência online seja a melhor possível.

23 Dicas de Como Navegar com mais Segurança na Internet

como navegar com segurança na internet

Navegar na internet com segurança nem sempre é uma tarefa fácil, pois existem várias formas de sermos atacados e de termos nossas informações roubadas por uma pessoa mal-intencionada. Mas algumas ações podem ser tomadas para reduzir os ricos de usarmos a rede mundial de computador e você pode ver algumas delas a seguir.

1 – Crie senhas fortes, complexas e únicas

A utilização de senhas mais fortes é o primeiro passo para a proteção online. Isso dificultará a ação de um possível invasor e te manterá mais seguro. Além disso, é recomendável que não use a mesma senha em diferentes serviços.

Para criar uma senha mais forte, o recomendável é que utilize letras maiúsculas, letras minúsculas, números e caracteres especiais, além de não utilizar sequências óbvias como datas de aniversário, nomes, sequências de letras(abcdef) e sequências numéricas(123456).

Também é interessante ressaltar que senhas maiores são mais seguras, pois dificulta ainda mais a ação de um possível fraudador, mas, por outro lado, você precisa de uma metodologia para lembrar-se dela.

Você pode testar sua senha online em ferramentas como o Password Kaspersky e How secure is my password. Recomendo que use uma senha alternativa, substituindo as letras e os números, para que reduza as as chances de alguém descobri-la.

2 – Troque suas senhas com frequência

Isso dificultará ainda mais a ação de um possível invasor, pois fará com que demande mais tempo para conseguir decifrar qual a sequência utilizada por você em caso de um ataque de força bruta.

Além disso, evita que pessoas próximas acessem sua conta, pois podem descobrir sua senha de alguma forma. Não que esse acesso ocorrerá, mas é uma medida preventiva que pode dificultar o acesso indesejado por parte de terceiros.

3 – Nunca forneça suas senhas para terceiros

Parece meio óbvio que as senhas devem ser para uso pessoal e não devem ser passadas para outrem, mas muitos usuários acabam por compartilhar sua senha e acabam gerando mais vulnerabilidades na segurança.

Você precisa entender que não é possível ter controle sobre o que outras pessoas farão com sua senha, por isso o compartilhamento da mesma é um risco à segurança na internet.

4 – Não confie demais em quem não conhece

Não é possível demonstrar sentimentos pela internet, por isso é necessário sempre estar com o pé atrás em amizades virtuais. Pessoas podem fingir ser seu amigo online para tentar obter vantagens indevidas e informações pessoais, então tome cuidado com o que compartilha com quem não conhece.

Além disso, como vimos no item anterior, jamais compartilhe suas senhas com quem não conhece. Não podemos saber as reais intenções de quem está do outro lado da tela do computador, por isso compartilhar senhas com estranhos pode ser o erro mais grave cometido por uma pessoa.

5 – Use um antivírus moderno

O uso de um antivírus moderno pode ajudar muito sua proteção online. Isso porque eles possuem ferramentas que auxiliam na navegação segura, ajudam na segurança de informações bancárias e impedem a maioria das infecções do computador por códigos maliciosos. Por tudo isso, usar um antivírus atual pode ser crucial para a manutenção da sua segurança na hora de navegar pela internet.

Algumas excelentes opções nesse sentido são Bitdefender Antivírus, Norton Antivírus e Kaspersky Antivírus, mas você pode escolher um que mais se adeque às suas necessidades. É possível obter um certo nível de segurança utilizando a versão grátis, é recomendável assinar a versão paga para estar muito mais seguro na sua navegação online.

6 – Mantenha seus programas atualizados

As empresas produtoras de software costumam lançar atualizações quando são descobertas e resolvidas vulnerabilidades de segurança dos seus programas, por isso fazer a atualização quando necessário fará com que esteja mais protegido contra ataques.

Além disso, seria importante remover programas e aplicativos que não são utilizados frequentemente, isso não só fará você economizar espaço como, também, diminuirá as vulnerabilidades do seu equipamento.

7 – Use uma conexão VPN

VPN é a sigla de Virtual Private Network e trata-se de um método privado de conexão entre dois computadores na internet que protege a privacidade do usuário. Esse serviço, basicamente, estabelece uma rota criptografada entre o computador de acesso e o servidor acessado, garantido que os dados transmitidos estejam livres da interferência de terceiros.

Pensando nisso, a NordVPN é a principal ferramenta online no que diz respeito ao serviço de VPN, sendo a mais utilizada na proteção daqueles que desejam navegar com segurança na internet. Mas existem várias outras ferramentas nesse sentido, inclusive gratuitas.

O e-mail é um dos principais responsáveis pela disseminação de golpes online e malwares, porque é muito fácil de se descobrir vários endereços de e-mail disponíveis para enviar mensagens eletrônicas de forma massiva.

Por isso é importante ter cuidado e não clicar em links recebidos por e-mail sem que, antes, veja se ele aparenta ser confiável.

9 – Sempre leia os termos antes de aceitá-los

Nunca aceite os termos e a política de privacidade de um programa, aplicativo, site ou serviço sem antes ler do que se trata e do tratamento dado aos dados coletados pela ferramenta. Se você concorda sem saber, poderá ter vários problemas como o compartilhamento do seus dados com terceiros ou o uso indevido das suas informações.

Também há de se destacar que existem leis para a proteção de dados na internet, sendo a LGPD a que está em vigor no Brasil e a GDPR a que encontra-se em vigor nos países europeus. Elas nos dizem, basicamente, que as ferramentas que coletam dados devem ser transparentes sobre o que coletam e o que fazem com essas informações.

10 – Não instale programas e aplicativos de fontes duvidosas

Existe uma infinidade de programas e aplicativos e a instalação sem realmente conhecer a fonte pode colocar em perigo seu equipamento e suas informações. Procure se informar de forma antecipada através de uma pesquisa no Google sobre possíveis problemas que um software pode causar e ferramentas alternativas que apresentam as funcionalidades desejadas.

Além disso, mantenha essas ferramentas sempre atualizadas para que sua segurança não seja comprometida e para que possa utilizar a versão mais segura do que deseja.

11 – Programe seu smartphone para que bloqueie automaticamente

Configure seu smartphone para que bloqueie automaticamente após um tempo de inatividade, além de utilizar uma senha ou o reconhecimento biométrico para desbloqueio. Isso evitará que terceiros acessem seu aparelho e, consequentemente, seus aplicativos.

Essa ação também dificultará a vida de possíveis bandidos em casos de perda ou roubo, impedindo o acesso destes às suas informações pessoais. Por isso, sempre opte por bloquear automaticamente seu aparelho em caso de inatividade.

12 – Faça download apenas em sites seguros

Utilize somente o site oficial da empresa para fazer o download ou, caso isso não seja possível, busque pela opção mais confiável para você. Baixar um arquivo é bem simples, mas seu computador poderá ser infectado se você não for cuidadoso.

Além disso, não faça o download de arquivos ilegais, pois, além de estar cometendo crime de violação de direito autoral, ainda poderá ter problemas com relação à sua proteção contra invasões. Muitos sites que compartilham conteúdos ilegais fazem disseminação de malwares nesse processo, então jamais faça uso deste artifício para conseguir algo no formato digital.

13 – Use autenticação em dois fatores

A autenticação em dois fatores é uma medida de segurança fornecida por um prestador de serviço online que consiste na solicitação de uma confirmação por e-mail ou por telefone após digitar o login e a senha. Essa confirmação, normalmente, se dá através da digitação de um código enviado para uma dessas vias.

Além disso, algumas ferramentas te dão a opção de fazê-lo de forma alternativa e outras já colocam-na com obrigatória. Isso vai depender do nível de segurança que determinado serviço necessita e de como é tratada a proteção do usuário.

14 – Mantenha seu sistema operacional atualizado

A atualização do sistema operacional ocorre para corrigir falhas de segurança e para melhorar as funcionalidades disponíveis. Por isso, por mais que demore, não deixe para depois aquela atualização do Windows, macOS, iOS ou Android que seu dedo coça para tentar adiar.

O sistema operação também possui algumas ferramentas de proteção contra invasão que podem ser atualizadas nesses procedimentos, por isso não retarde para se prevenir com essa ação simples.

15 – Use um gerenciador de senhas online

Criar uma senha segura, única e complexa é o primeiro item dessa lista, mas o que fazer para guardá-la sem se esquecer? Use um gerenciador de senhas online. Um gerenciador de senhas online é um serviço que armazena todas as senhas importantes para que elas possam ser usadas quando for necessário.

Nesse sentido, existem várias empresas que fornecem este serviço e, algumas delas, mesmo gratuitamente. Algumas delas são: Google Password Manager, 1Password e LastPass.

16 – Confira as configurações de privacidade

Aplicativos, programas e sites podem oferecer opções de configuração de privacidade e, nesses casos, sempre confira essas configurações para saber e controlar quais dados serão coletados pela ferramenta usada.

Além disso, não se esqueça de conferir o tratamento dado às informações pessoais coletadas sobre você para que, caso haja uso indevido, tenha um amparo jurídico contra esse problema.

17 – Faça backup dos seus arquivos

Alguns ataques podem fazer com que o computador infectado perca seus arquivos ou os comprometa de tal modo que fica quase que impossível recuperá-los, então uma boa opção é fazer um backup das coisas mais importantes que você possui no computador e no smartphone.

Nesse sentido, ferramentas como Google Drive, OneDrive e Dropbox podem ser bem úteis para que você armazene seus arquivos em nuvem com toda segurança dessas excelentes plataformas.

18 – Utilize navegadores atualizados

Os navegadores são a principal ferramenta utilizada para navegar na internet e manter o navegador atualizado é de crucial importância para preservar a segurança online. Isso porque o navegador é capaz de rastrear e bloquear várias ameaças encontradas em sites e em downloads efetuados.

Além disso, você pode configurar aspectos da segurança do seu navegador como o armazenamento automático de senhas, o uso de cookies em determinados sites e proteção contra sites perigosos. Por isso, o uso de um navegador moderno e atualizado pode te deixar longe de muitos problemas na internet.

19 – Compre apenas em lojas online conhecidas

Comprar de uma loja conhecida garantirá que você receba o produto que comprou e, além disso, melhorará sua experiência como cliente. Se deseja comprar e não conhece bem a loja, pesquise a reputação da empresa em sites como o Reclame Aqui e Ebit.

Também podem haver casos de criarem um site falso com uma marca famosa e, nesse caso, convém conferir a URL para verificar se condiz com aquela empresa. Uma forma de acessar a URL correta da marca é através de uma pesquisa no Google.

20 – Não instale programas piratas

Muitas pessoas querem economizar com a instalação de programas piratas, mas, além de isso ser uma prática ilegal, podem acabar instalando malwares em seu computador em conjunto com o programa que tanto desejam.

Por isso, sempre pague pelo software que deseja, utilize versões gratuitas oficiais ou procure por programas alternativos que possuem as mesmas funcionalidades. Não vale a pena colocar sua segurança em risco apenas para tentar economizar alguns reais.

21 – Tenha cuidado com os sites que acessa

Um site fraudulento pode lhe causar danos de várias formas que vão desde a propagação de informações falsas até o roubo de seus dados bancários, por isso é importante sempre verificar se o site que está acessando é realmente seguro e confiável.

Ao acessar um site sempre se questione sobre sua segurança, afinal é impossível de sabermos de antemão as possíveis ameaças que lá poderemos encontrar. Mas, sempre que possível, dê preferência aos sites que já confia.

22 – Não deixe suas senhas salvas no navegador

Deixar as senhas salvas no navegador pode ser bem prático e permite que você entre direto no seu e-mail e em vários outros sites nos quais possui conta, mas outras pessoas podem ter acesso à sua conta e extensões podem roubar suas senhas. Por isso o ideal seria digitar suas senhas sempre que precisar fazer o acesso.

Embora isso seja verdade, isso não representa um grande problema se você for a única pessoa a usar o seu computador. Mas, se o computador for compartilhado ou de uso público, essa prática pode causar muita dor de cabeça.

23 – Tenha cuidado com promoções irresistíveis

Como diz o provérbio popular “quando a esmola é demais, o santo desconfia”, você deve tomar cuidado e desconfiar de todas as ofertas online que parecerem boas demais para serem verdade. Você pode ter seus dados roubados ou efetuar um pagamento e não receber o produto desejado.

Quando ver uma oferta do tipo, pesquise a credibilidade do vendedor e o preço do produto em lojas famosas, assim poderá julgar se a oferta é legítima ou se se trata de uma tentativa de golpe.

Conclusão

As ameaças que podem colocar seus dados em risco são reais, mas é possível melhorar a segurança na internet com ações simples, boas práticas e maior atenção às coisas que faz quando está navegando. Então é crucial estar sempre vigilante e levar a sério tudo que envolve a utilização da rede mundial de computadores.

Somos os únicos responsáveis pela nossa proteção no meio digital, então cabe a cada um de nós ter mais consciência sobre como melhorar a própria experiência online. E tenho certeza que ninguém deseja ter os dados e as informações pessoais roubados e usados de maneira danosa por parte de criminosos.

Sugiro que comece hoje mesmo a colocar em prática algumas das dicas sobre como melhorar a segurança na internet para aumentar sua proteção online. Algumas delas são bem simples e de fácil implementação, como criar uma senha mais forte e utilizar um navegador atualizado, por isso não existem motivos para não fazê-lo agora.

Deixe um comentário